quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Da palavra ao sentimento


“Amor é a forma física da compreensão”
João Negreiros

Hoje venho falar-vos de algo actualmente muito batido, um cliché muito usado, uma palavra vulgarizada – a palavra AMOR.
Esta é uma palavra única, que traduz um sentimento sagrado, que produz milagres em quem o sente e em quem é tocado por ele. Infelizmente, anda pelos caminhos da amargura, esta magnífica palavra que extravasa os limites da própria língua. Usada como sinónimo de flirt, de curtir, de divertimento, ela tem vindo a tornar-se cada vez mais palavra e menos sentimento quando deveria ser precisamente o contrário.
Já há quem duvide que o Amor existe, já há quem não acredite no Amor e isto só prova duas coisas, ou estão muito distraídos ou aqueles que Amam e são Amados não têm sido suficientemente expressivos, não têm sido suficientemente imagem de Deus.
Para mim que sinto renovado diariamente, nos pequenos gestos, o Amor que um dia em mim despertou, vivo para quem Amo e procuro dar testemunho deste Amor que me transformou e transforma todos os dias numa pessoa melhor e mais feliz.
Acreditem no Amor, este é o primeiro princípio para o sentirem.
Sejam Felizes!!!

2 comentários:

mfc disse...

... mas pode ser sentido e visto de várias formas!
Esta tua é sem dúvida uma delas.

Rita :-) disse...

Aqui respira-se AMOR :-D
Que bom!

Beijos,
Rita e Di :-)